SILÊNCIO FALADO

terça-feira, setembro 28, 2004

Resposta

Então vai!!!
Parte-me, desanca-me, estilhaça-me...vai!!
Estou farto de não te ouvir, farto de vagas promessas! Farto !
Pois quem me dera que me partisses...que não pensasses que sou intocável; não fui eu quem te pediu todas estas delicadezas.....podes quebrar-me mil vezes, serei sempre de novo, existirei para acompanhar os teus pensamentos, as tuas emoções, carregado e pesado para te obrigar a gritar e mais leve para que possas murmurar.
Mas entretanto parte-me, mata-me para que possa renascer. Mudar, melhorar e não ser sempre o mesmo.
Vá lá, parte-me por favor...
posted by elisa, 17:13 < | link | 0 comments |
Hoje apetece-me partir o silêncio todo, desancá-lo, estilhaçá-lo, berrar-lhe ao ouvido, insultá-lo, mandá-lo calar, mandá-lo falar, não! gritar! de raiva, de impotência , de falta de paciência...
Aniquilar silêncios hipócritas, ensonsos e tão confortáveis...


posted by elisa, 11:35 < | link | 0 comments |

sábado, setembro 25, 2004

Quanto à citação do dia....



"O silêncio é a mais perfeita expressão do desprezo"

Isto faz dos silêncios falados a mais perfeita expressão de apreço :)!
posted by elisa, 17:10 < | link | 4 comments |

Razão

Quanto de ti se ri meu coração.
Podes surgir límpida e clara como uma
manhã de sol que ganha sempre à noite,
repleta de emoções e de névoas
bem mais confortáveis que os teus conselhos
ríspidos que em nada apaziguam meu
coração.
Quanto de ti perdi quando procurava
réstias de luz que indicassem,serenas,
o caminho para mim.
Mas Razão, quanto de ti preciso
para calar os sentimentos
que contra mim se revelam e nada
de novo me trazem senão a
amargura de amores que não
deveriam ter sido.


posted by elisa, 16:56 < | link | 0 comments |

quinta-feira, setembro 23, 2004

Reminiscências de verões

Hoje quando saí de casa, o cheiro intenso de verões passados invadiu-me as narinas e sem cerimónias instalou-se confortavelmente no sofá das minhas recordações.
Fechei os olhos para as ver melhor...
Revivi um beijo fugaz, tão carregado de emoção como de culpa...desses que nunca se esquecem e que têm a faculdade de nos transportar no tempo, numa viagem pertubadora por passados, presentes e futuros. Tento sempre imaginar como seriam os mundos sobre os quais davam as portas que não abri por não querer, não poder ou, simplesmente, por não as ver. Forçosamente diferentes? E então, como tudo teria sido se?

Abri os olhos.

Lembrei-me que já estávamos no Outono e o cheiro intenso de verões passados soube-me a doce e a prenda inesperada. Guardei-a durante todo o dia. E o dia foi bom.
Que venha então o amanhã....


posted by elisa, 18:41 < | link | 0 comments |

quarta-feira, setembro 22, 2004

Trabalhar?!

Recebi isto por e-mail e pelo andar das coisas, temo que o meu dia de trabalho seja igualmente entediante....se bem que com a parte dos cantas e danças....vamos ver se alguém aqui no escritório alinha!

http://www.localhost.nl/stuff/flash/office.swf
posted by elisa, 09:40 < | link | 0 comments |

A propósito de...

A propósito de um post do blog Arautos do Estendal (Intimidade de 17 de Setembro de 2004).....

"Da intimidade com alguém, nem sempre se retira um conhecimento sem falha mas acontece que, entre dois seres, se desenvolve sem eles saberem uma receptividade animal que lhes permite captar sensações, sentimentos ou mesmo opiniões, num nada, no esboço de um gesto, no deslizar mais ou menos desorientado de um dedo ao longo do pescoço, num olhar perdido, que procura em vão o objecto onde poderá pousar, no ar que se expele como para esvaziar os pulmões e que não é um suspiro."

In O passo lento do amor, Hector Bianciotti

Estes momentos, quase mágicos, de comunicação sem fala são pérolas de um quotidiano em que somos, muitas vezes, agredidos pela indiferença violenta de palavras, actos ou até mesmo omissões...
posted by elisa, 09:10 < | link | 4 comments |

terça-feira, setembro 21, 2004

Primeira fala

Finalmente quebrei o silêncio do meu voyeurismo
...Às 16h31, criei o meu primeiro blog..Quase coro de emoção!As primeiras vezes serão sempre inesquecíveis?Espero que sim.
Mas preciso de um pouco mais de audácia para falar os meus silêncios por isso até à próxima fala!!
posted by elisa, 16:31 < | link | 3 comments |