SILÊNCIO FALADO

segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Raiva

Hoje, recuso responsabilidades e atribuições de culpa.
Nada acontece como deveria.
posted by elisa, 17:06 < | link | 8 comments |

sexta-feira, fevereiro 17, 2006

A pedido do Alexandre

Pensei muito e acho que não tenho manias estranhas (a meu grande desconsolo, porque mania estranha é excentricidade e ser excêntrico é muito mais divertido). Mas, fazendo um esforço, consegui reunir estas manias, que devem ser as mais normais do mundo!

1 . Falar, cantar e dançar sozinha (em casa, de manhã à noite, o que
pode ser extremamente cansativo para quem vive comigo!!)
2 . Sorrir e chorar...É mania sim porque sorrio e choro por tudo um pouco.
3 . Pedir desculpa até quando me pisam o pé.
4 . Dizer obrigada até ao agente da polícia que acaba de me passar uma multa.
5 . E depois de tudo isto, ainda acho que eu sou má, muito má e que tenho manias
normais, muito normais;)!
posted by elisa, 11:20 < | link | 6 comments |

quinta-feira, fevereiro 16, 2006

Quando a cabeça não tem juízo!


Foto PorMiguel Lopes[ Migufu ]
(foto em www.1000imagens.com)


Por vezes, acho-me feita só de ânimo e vontade.
Vontade de sentir a chuva no rosto desprotegido.
E ânimo trazido por cada gota, declaração de vida.
Ora o corpo que esqueci ontem, hoje se manifesta dolorosamente...
Mas nada que um chá quentinho com vista sobre o mar não remedeie!
posted by elisa, 16:45 < | link | 2 comments |

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Música no coração

Tenho esta música no coração desde o concerto lindo, lindo do mês de Janeiro. Não me canso de a ouvir:)

Maria Rita
"Muito Pouco"
by Moska


Pronto
Agora que voltou tudo ao normal
Talvez você consiga ser menos rei
E um pouco mais real
Esqueça
As horas nunca andam para trás
Todo dia é dia de aprender um pouco
Do muito que a vida trás.

Mas muito pra mim é tão pouco
E pouco é um pouco demais
Viver tá me deixando louca
Não sei mais do que sou capaz
Gritando pra não ficar rouca
Em guerra lutando por paz
Muito pra mim é tão pouco
E pouco eu não quero (mais)

Chega!
Não me condene pelo seu penar
Pesos e medidas não servem
Pra ninguém poder nos comparar
Por que
Eu não pertenço ao mesmo lugar
Em que você se afunda tão raso
Não dá nem pra tentar te salvar

...veja
A qualidade está inferior
E não é a quantidade que faz
A estrutura de um grande amor
Simplesmente seja
O que você julgar ser o melhor
Mas lembre-se que tudo que começa com muito
Pode acabar muito pior
posted by elisa, 09:35 < | link | 6 comments |

sexta-feira, fevereiro 10, 2006

Das boas intenções

Pois é...
Não foi necessário mais de um mês para me render às evidências: Sinto falta deste cantinho!!
Criei um outro espaço mas um blog não substitui outro e eu ainda preciso deste espaço de emoções e desabafos desordenados onde se mistura a miscelânea dos meus dias.
E hoje, acordei cheia de boas resoluções. Acordei com desejos de sorrisos, de tolerâncias, de diferença...mais ainda, acordei com vontade de dizê-los.
Depois, no metro, que muitos consideram triste, soturno e deprimente, vi sorrisos em canto, ouvi conversas animadas e fui dizendo para os meu botões: "olha lá, não estarás tu a ver o mundo demasiado cor de rosa?"
Não sei. Pelo menos, procuro-o nas pessoas, nos acontecimentos e lá vou conseguindo, ignorando quanto cabe à espontaneidade e quanto ao esforço.
E cor de rosa por cor de rosa, volto para o meu primeiro blog!!

E aqui fica um sorriso a descobrirem!
posted by elisa, 11:51 < | link | 3 comments |